“Mudança pela educação” – Correio Brasiliense

Tempo de leitura: < 1 minuto

Numa matéria do Correio Brasiliense, Fernando Aguiar e Paolo Chirola, falam um pouco do propósito e dos efeitos do Homens em Conexão. Dando alguns exemplo concretos (e certamente um pouco emocionantes) mostram alguns frutos que desde 2018 o Homens em Conexão colheu na sua missão. Afinal, acreditamos numa mudança pela educação, especialmente em uma educação que se dá em meio a um espaço de força, confiança e amorosidade masculina.

Confira a matéria (infelizmente bastante breve) logo abaixo:

matéria "mudança pela educação" do Correio Brasiliense sobre os Homens em Conexão
Foto da matéria no Correio Brasiliense

Saiba mais sobre a nossa história, propósito e formas de atuação.

Marcações:
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Observador
Observador
17 dias atrás

A Psicanálise e Psicologia, quando tratam a questão Sexual, mesmo a homoafetividade e bissexualidade, lembram aquela máxima: “filho mais ligado a mãe e filha ao pai”, chegam a dizer da concorrência do “filho com o pai” e da “filha com a mãe”, numa tese “heteronormativa”, programação mental de que “os iguais não transam”! Por isso, presumo que há um certo resgate, quando homens “coroas” são percebidos por homens de geração anterior e, namoram ou possuem um romance! Numa ocasião, um colega meu, engenheiro e com mais de 30 anos, já havia sido casado com mulher, comentou do pai dele ter visto nós no ônibus e deve ter percebido eu bem a vontade com filho (conversando e meu vozeirão “Cid Moreira”), mas não entrou em detalhes, mas imagino o que deve ter passado na cabeça do pai dele que deveria ter, talvez, uns 5 ou 10 anos a mais que eu! Talvez ele nem imaginava que o filho, pudesse estar estreitando a amizade com um homem cinquentão, mas entendido porque o filho fosse mais “ligado” a ele, já que sobre a mãe, meu colega nunca comentou, exceto para dizer onde moravam os pais!